HOME Notícia

Notícia

Aconteceu no Salesiano Jaboatão...

Quando nos conscientizamos, as peças se encaixam.
Dia Mundial de Conscientização do Autismo

O que é o autismo e quais os principais sinais?


Atualmente denominado Transtorno do Espectro Autista (TEA), o quadro do autismo infantil engloba uma série de aspectos do desenvolvimento infantil que se manifestam em maior ou menor grau de acometimento – e, por isso, utiliza-se a noção de espectro. O diagnóstico de TEA passou a englobar três quadros clínicos principais:

 

1. Autismo clássico
Aquele tipo mais conhecido, em que há um comprometimento nas áreas de interação, comportamento e linguagem, além de relevante déficit cognitivo.

2. Autismo de Alto funcionamento (Síndrome de Asperger)
Os portadores conseguem se expressar através da fala e são muito inteligentes, acima da média da população.

3. Distúrbio Global do Desenvolvimento
Tem características do TEA, como alteração de interação e comportamento, mas não há um diagnóstico fechado.

 

As principais alterações nas crianças com TEA são:


– Interação social: Ausência ou baixa frequência de contato visual, sem interação espontânea com adultos e crianças;
– Comportamento: Repetitivo, estereotipado (dar pulos, chacoalhar as mãos ou sem balançar). Ter interesse restrito em temas e brinquedos específicos.
– Linguagem: Ausência ou atraso significativo do desenvolvimento de linguagem oral (compreensão e expressão) e alteração em diversas habilidades linguísticas.As principais alterações nas crianças com TEA são:
– Interação social: Ausência ou baixa frequência de contato visual, sem interação espontânea com adultos e crianças;
– Comportamento: Repetitivo, estereotipado (dar pulos, chacoalhar as mãos ou sem balançar). Ter interesse restrito em temas e brinquedos específicos.
– Linguagem: Ausência ou atraso significativo do desenvolvimento de linguagem oral (compreensão e expressão) e alteração em diversas habilidades linguísticas.

 

Quais são os mitos comuns sobre o autismo?
Há alguns mitos em relação ao autismo que precisam ser desfeitos. São eles: a falta de emoção, a agressividade, o retardo ou a genialidade e o balanço, ou seja, o mito de que todos os autistas rodam pratos ou balançam-se para frente e para trás continuamente. A realidade é que não existe um padrão fixo para todos os autistas. No entanto, a falta de informações confiáveis faz com que os pais neguem o autismo quando não vêem esses estereótipos nos seus filhos. É preciso aceitar o quanto antes a doença para que, encarada de frente, possa ser combatida e superada.Quais são os mitos comuns sobre o autismo?
Há alguns mitos em relação ao autismo que precisam ser desfeitos. São eles: a falta de emoção, a agressividade, o retardo ou a genialidade e o balanço, ou seja, o mito de que todos os autistas rodam pratos ou balançam-se para frente e para trás continuamente. A realidade é que não existe um padrão fixo para todos os autistas. No entanto, a falta de informações confiáveis faz com que os pais neguem o autismo quando não vêem esses estereótipos nos seus filhos. É preciso aceitar o quanto antes a doença para que, encarada de frente, possa ser combatida e superada.

 

O papel da família


Tanto a família como um todo, quanto a escola e o ambiente de convívio da criança têm papel fundamental no acompanhamento e tratamento de pequenos com autismo. No entanto, o que não podemos negar é o papel de destaque que os irmãos têm na vida dos autistas e como são essenciais para a melhora deles em todos os sentidos.O papel da família
Tanto a família como um todo, quanto a escola e o ambiente de convívio da criança têm papel fundamental no acompanhamento e tratamento de pequenos com autismo. No entanto, o que não podemos negar é o papel de destaque que os irmãos têm na vida dos autistas e como são essenciais para a melhora deles em todos os sentidos.

 

https://leiturinha.com.br/blog/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-autismo-infantil/https://leiturinha.com.br/blog/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-autismo-infantil/